Clicky

Ansiedade de Separação

Ansiedade de Separação

 - Medo da Ausência
Você está aqui: Desafios da Vida >> Ansiedade de Separação

Ansiedade de Separação – Real ou Imaginada?
Ansiedade de Separação é uma experiência bastante real – e comum – pela qual a maioria das crianças de aproximadamente 8-16 meses passam. Uma criança dessa idade não é capaz de entender o que a ausência dos pais significa. Para uma criança muito pequena, "fora do alcance da visão" pode ser conceituado como "embora para sempre". Entre as idades de 4 a 6 anos, o nervosismo e a ansiedade associados com a Ansiedade de Separação ainda não desapareceram por completo.

Toda criança precisa de um período de ajuste, no entanto, e paciência e compreensão são necessários para confortar a criança ansiosa. Sintomas da Ansiedade de Separação podem incluir que a criança é "um grude" e uma relutância de ser deixado em um lugar não familiar, como uma creche ou escolinha. Algumas crianças têm um medo genuíno de novos ambientes e faces desconhecidas.

Ansiedade de Separação – Como posso ajudar o meu filho a superar?
Crianças precisam de ajudam quando superando a Ansiedade de Separação. Eles precisam ter certeza de que o pai, mãe ou responsável vai embora mas vai voltar de novo. Muitos pais são hesitantes em deixar seu filho sob os cuidados de outra pessoa. Deixá-los, no entanto, pode ser um passo na direção certa para ajudar a criança a socializar e ganhar confiança, não só nos pais, mas no mundo fora de casa.

Casos mais extremos de Ansiedade de Separação são geralmente associados com o desconforto dos pais ou responsáveis em deixar a pequena criança. As crianças são rápidas em perceber o nervosismo dos pais que estão manifestando sua própria ansiedade em separar-se da criança. Um pai que permanece calmo e que dá segurança é um que vai encorajar seu filho a aceitar indivíduos de confiança e o novo ambiente.

Pesquisas encorajam os esforços de comunidades médicas e de saúde mental para providenciarem ajuda e cura para aqueles que sofrem com ansiedade ao cuidar da pessoa como um todo- corpo, mente e espírito. Dessa forma, Dr. Paul J. Melrose documenta que: "Uma fé forte alimenta os sentimentos de coragem, esperança e confiança na bondade pessoal e da vida." Isso sugere que as famílias que investem em uma fundação de fé podem conseguir ajudar a criança que está sofrendo com o Transtorno da Ansiedade ao encorajá-la a ter fé.

Ansiedade de Separação – E se eu não ver melhoras?
De acordo com o Serviço Público de Saúde dos EUA, aproximadamente 4% das crianças pequenas que sofrem com Ansiedade de Separação não vão superar ou se recuperar desses sintomas mesmo quando mais velhas. Ao invés, esses sintomas vão desenvolver uma forma mais séria de ansiedade conhecida como o Transtorno da Ansiedade de Separação. Medo em excesso que se manifesta continuamente por várias semanas pode significar a presença dessa desordem. Quando uma criança de idade escolar não pode participar em atividades normais ou se recusa a ir à escola devido à Ansiedade de Separação, os pais devem considerar ajuda profissional para ajudar a assessar e tratar os sintomas da desordem que está atormentando a criança.

Aprenda Mais sobre como Superar a Separação!


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Desafios da vida

Superando o Medo
Culpa
Curando um Coração Ferido
Superando a Inveja
Lidando com a Morte
Desafios da Vida
Superando o Aborto Espontâneo
Alívio para o Estresse
Ataque de Pânico
Conteúdo adicional ...

Deus existe cientificamente?
Deus existe filosoficamente?
A Bíblia é a verdade?
Quem é Deus?
Jesus é Deus?
Por que a fé cristã?
Como posso crescer com Deus?
Assuntos populares
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add Ansiedade de Separação to My Google!
Add Ansiedade de Separação to My Yahoo!
XML Feed: Ansiedade de Separação
Desafios da Vida Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2017 AllAboutLifeChallenges.org, Todos os direitos reservados.